Processos para uma Boa Produção de Silagem

O volumoso mais empregado nos sistemas intensivos de produção no Brasil é a silagem de milho, para garantir o sucesso da sua produtividade, é necessário seguir alguns passos, primeiramente deve-se realizar análise do solo sempre anualmente antes da plantação, fazendo assim a correção do pH para que a planta absorva de maneira satisfatória todos os nutrientes necessitados. Escolher um híbrido levando em conta sua produção, tolerância contra pragas e doenças e digestibilidade, apresentando equilíbrio entre produção de grão e qualidade em sua massa.

No momento da semeadura faz-se a adubação de macronutrientes incorporando-os no solo, para suprir as necessidades da planta, também é feita a adubação de cobertura pós-semeadura, realizando manejo de ervas daninhas, pragas e doenças quando necessário.

Deve-se acompanhar o desenvolvimento e crescimento das plantas, para observar qualquer anormalidade a ser corrigida, e identificar o momento correto de corte, que é em média 20 dias do ponto de milho verde, são feitas amostragens de plantas na lavoura para verificar o teor de matéria seca, e o corte só é realizado quando as plantas chegam entre 30-35% de matéria seca garantindo assim um alimento com um bom equilíbrio entre produção e valor nutricional exigido pelos animais.

Além disso, deve-se ter um tamanho ideal de corte de acordo com a necessidade, sempre buscando o melhor processamento do grão e qualidade de fibra.

Seguindo esses passos a Nobre Nutrição Animal dispõe de agrônomos e zootecnistas, que trabalham juntos, para a produção de uma silagem de qualidade e que garanta uma boa eficiência.